04/11/10

Nunca tinha ouvido falar de tal coisa

Em alturas como esta, de crise, todos sabemos (e eu senti) que o nosso posto de trabalho não é seguro e a qualquer momento podemos ser um número a pesar na empresa e o desemprego aparece sem se fazer anunciar.
Para mim, pronunciar a palavra desemprego era dureza. Nos quase 4 meses de experiência, posso dizer que não vivi para estar sem trabalhar. Achava eu que daria uma excelente dondoca, que tem o dia para passear e ir às compras, mas não. Não é para mim.
Li hoje que um novo conceito está a ganhar forma e expressão no nosso país. Outplacement. Não me dizia nada e por isso decidi ler isto até ao fim. Parece-me um conceito interessante para quem está desempregado e sente que sózinho terá dificuldade em arranjar emprego. Claro que o artigo não está isento de publicidade, porque fala de uma empresa específica, que certamente terá pago (de uma forma ou de outra) para que fosse publicado. Mas ainda assim, parece-me um forte aliado. Uma ferramenta importante. Não sei quanto custa, mas eu pensaria em recorrer se estivesse desempregada.

4 comentários:

MARIINHA disse...

Também sou das pessoas que não se imagina sem trabalhar. Gosto de sair, de passear, de ir ao cinema, de fazer umas compras, de ver umas montras. Falo que às vezes estou farta da minha chafarica, mas estar o tempo todo a ser dondoca? Não!

Beijos para ti e para a tua filhota

Mamã do Príncipe Pipoca disse...

Eu vi uma reportagem sobre isto há umas semanas já não me lembro em que canal. Mas acho que tens razão, pode ser uma alternativa e se tivermos que pagar o valor "justo" para voltar a ter trabalho não acho assim tão mal, face à perspectiva de nos vermos sem qualquer sustento.

Mamã da Caroxinha disse...

Um conceito do qual nunca tinha ouvido falar, tal como tu, mas que me parece muito interessante... Vou tratar de me informar já que ando em busca de emprego,mas não tem sido fácil...
Brigada pela dica ;-)

Rita disse...

Nunca tinha ouvido falar, mas parece-me bem. *