04/09/10

Sou só eu que acho

Estranha a postura do Carlos Cruz hoje na entrevista ao Jornal da Noite da SIC? Que, com os dotes que lhe reconheço como orador, acho que até patinou qualquer coisa. Que ele está agastado, está. Se eu acho que ele tem culpa?! Pois, não conheço o processo. Até tentei consultar o site do senhor televisão, mas está em manutenção por excesso de acessos. O que me parece é que ele tem usado e sabido usar a força mediática que tem, para fazer com que acreditemos na verdade que nos quer vender, fazendo ele e o seu advogado ainda passar a ideia que a comunicação social é também responsável por esta sentença. Parece-me surreal que um colectivo de juízes tenha chegado a uma sentença, sem provas fidedignas, sabendo ainda para mais o esmiuçado que vai ser este caso. E hoje, o discurso não me agradou nada, nadinha. Primeiro foi o mudar do bitola do "enquanto houver um português que não acredite na minha inocência" para "enquanto houver um português que acredite". Se me custa pensar que esta figura simpática com quem partilhava os serões de 2ª feira da minha infância a ver o 1,2,3 é culpado de crimes tão horrendos? Pois claro que sim.
Tenho que acreditar na justiça do país onde vivo. Por vezes custa, mas tento acreditar. E assim sendo, acredito que se decidiram desta forma, não será apenas porque 2 ou 3 miúdos decidiram inventar uma história macabra. Foram todos condenados (menos a tal senhora, que nem sei exactamente do que estava acusada). Agora aguarda-se o pedido de nulidade da sentença que o Sá Fernandes já prometeu e outros tantos recursos para aqui e para acolá. Tão cedo nada está definitivamente resolvido. E para mal dos que com isto sofreram, das crianças envolvidas, entenda-se, parece-me que nenhum dos famosos e poderosos envolvidos vai novamente parar com os costados à prisão. Nenhum. Lá o Carlos Silvino, ainda acredito, agora o Carlos Cruz, o Jorge Rito, o Ferreira Diniz? Não me parece. Mas não me parece mesmo.

2 comentários:

efilipe disse...

Eu o que me custa a acreditar - tendo em conta ser td verdade é claro - que as penas sejam tão pequenas. As penas para os pedófilos são pequenas acho eu, deviam ser mais longas para dissuadir. Mas ainda há tanta coisa para mudar no nosso país... Este caso foi para a frente porque a mediatização foi dando um empurrãozinho, porque senão nem acredito que tivesse ido a tribunal. Se td for verdade - e acredito que sim - muita tinta ainda vai correr pelos jornais.

efilipe disse...

Eu o que me custa a acreditar - tendo em conta ser td verdade é claro - que as penas sejam tão pequenas. As penas para os pedófilos são pequenas acho eu, deviam ser mais longas para dissuadir. Mas ainda há tanta coisa para mudar no nosso país... Este caso foi para a frente porque a mediatização foi dando um empurrãozinho, porque senão nem acredito que tivesse ido a tribunal. Se td for verdade - e acredito que sim - muita tinta ainda vai correr pelos jornais.