14/09/10

terrible twos

Terão os terrible twos , chegado com 2 meses de antecedência?

Não sei o que se passa. Mas sei que, de há uns dias (não muitos) para cá, a Maria anda numa de birras e mais birras. Não tem nenhum dente a nascer. Não tem febre. Está bem e de repente a coisa começa. E eu tenho respirado fundo, bem fundo. E sim, tenho (infelizmente) elevado o meu tom de voz. E mesmo assim ela não desarma.
Acabo de encontrar na net um artigo sobre o tema e como lidar com birras e pelos vistos o melhor é mesmo afastar-me e fazê-la entender que percebo que ela está descontrolada e que assim que ela se acalme eu voltarei. Mas está difícil. Nos últimos dias, é birra para come, birra para vestir, birra para ir ao colo, birra para ir ao chão, birra para dormir porque quer ver o Ruca. Não sempre (Deus me livre!) mas todos os dias temos tido um ou outro episódio. E quando grita e chora (com lágrimas), corre e bate com os pés no chão. Um destes dias, vais armar-se em espertinha e vai atirar-se para o chão num qualquer sítio público, coisa que sempre abominei e sempre disse: "ai se fosses meu filho!". Querem apostar?
Encontro 2 motivos possíveis: estive doente e com menos disponibilidade para a Maria desde sábado e inevitavelmente as rotinas dela alterarm;  e já lhe disse que em breve a mamã vai voltar a ir trabalhar e ela vai novamente para casa dos avós (ao que ele respondeu: não, a mamã fica com a Maria. Não vou para casa da vovó). E nós vamos todos os dias almoçar a casa dos meus pais. E ela passa lá grande parte da tarde. Claro que este voltar ao trabalho é coisa para me inquietar também. Porque sei que me vou ressentir e ter muitas saudades dela. Afinal foram 4 meses de "férias" forçadas em que estive com ela sempre. E dizem que eles sentem tudo. Mesmo o que tentamos não lhes mostrar.
Mamãs com filhotes mais velhos, o que fizeram com a chegada das primeiras birras? Recomendam a leitura de algum livro? O que resultava nos vossos casos?
Contem-me tudo, tudo, tudinho, sim?!?

12 comentários:

Maria João disse...

Looool. Ainda só li a 1ª frase do post mas já tou a comentar. A Mia tem 17 meses e os terrible two já chegaram há algum tempo. Agora vou continuar a ler e se puder ajudar comento novamente. Lol.

Maria João disse...

Looool. Ainda só li a 1ª frase do post mas já tou a comentar. A Mia tem 17 meses e os terrible two já chegaram há algum tempo. Agora vou continuar a ler e se puder ajudar comento novamente. Lol.

Maria João disse...

Olha a Mia é mais nova e faz algumas birras, mas diferentes das da Maria. Não tenho experi~encia, obviamente, mas interesso me bastante pelo assunto porque a minha filha é fresca pa assar e sei que vou ter mtas birras pa enfrentar. Em consulta com o pediatra ele animou-me muito (not) dizendo-me que as birras são normais até aos 4 anos de idade. Lool. Mt me ri com isto. A verdade é que cada vez mais acho que as birras são mesmo normais e têm de existir. E existem, pois estão na fase de descobrir até onde podem ir, estão na fase se nos testar, de explorar tudo...Na minha opinião perante a famosa birra do deitar no chão e berrar não adianta berrar mais alto nem nda disso. penso que resulta mais ignorar, tentar distrair a criança, tentar perceber o que se passa, mas sempre explicando que o que faz é incorrecto. Ora isto é o que acho que está certo, mas não sei se vai ser o que vou fazer na altura. Lol. Não ajudei, eu sei.
Bjinhos.

Maria João disse...

Ahhh, sou eu novamente:))) DORME DESDE OS 15 DIAS?????? Não pode!! Lol. Sortuda...A Mia no total também dorme mais de 12 horas por noite, Adormece lá pas 20h e acorda depois das 10h, mas durante a noite acorda muitas vezes. Por evzes choraminga e volta a adormecer sozinha, mas por vezes tenho de pegar nela ao colo. E ainda bebe leite de noite. Sim, culpa minha. Culpa minha:)

Mami ( Sónia ) disse...

Olha que pode ser mesmo ela já a sentir-se posta de lado por causa do novo trabalho que ela ve como uma ameaça que lhe vai roubar a mãe e faz as birras para te chamar a atenção. A Sofia sempre que lhe alteramos a rotina seja pelo que for faz as birras dela nada como uma boa dose de paciência e muitos passeios e desenhos!!!
Boa sorte

pamgvb disse...

Cá em casa tambem anda essa fase!! Fico possessa!! E quando saimos, se o pai for é o fim da macacada!! Se for só comigo a coisa tem corrido bem!!

O conselho da pediatra é ignorar e é isso que tenho feito em casa claro porque fora detesto chiqueiro e tem resultado.

Deixa ver se aparece alguma alma caridosa com um formula magica =)

Ana disse...

Como já sabes o Gil para essas coisas foi mesmo muito precoce... a partir dos 18 meses começaram as birras, ao ponto de falarmos disso à pediatra, ao que ela responde "até 10 birras de 10 minutos por dia é perfeitamente normal"... e pronto lá se vai aguentando... mas que nos cansa, lá isso cansa! A única coisa que te posso dizer é que o Gil já começa a fazer menos birras... pode ser sinal que já está a passar... pelo menos espero que sim! beijokas e paciência

Gambozina disse...

Eu vou ficar aqui no meu cantinho a anotar todas as dicas sobre as birras. Eu também era daquelas que dizia "Um filho meu nunca faria isso!", mas agora já não digo nada. Já percebi que por mais que os possamos ensinar, eles também têm vida própria e convivem com outras pessoas que lhe dão outras liberdades e experiências. Um exemplo: o João estava terminantemente proibido de mexer/brincar com os óculos do avô materno. Depois dumas primeiras tentativas logo proibidas, já nem lhes tentava mexer. Estivemos de férias uma semana com os avós paternos e o avô achava muita piada ao menino tirar-lhe os óculos e deixava-o fazer na minha ausência. Já estás a imaginar, não é? Tudo o que lhe ensinei foi por água abaixo numa semana e tem que ser agora reaprendido. Por isso... já não digo "desta água não beberei". :-)
Mas compreendo-te naquilo que dizes sobre deixar a Maria depois de 4 meses com ela. Foi mais ou menos o que me queixei ontem... eu estive um mês e pouco seguido com ele e sinto-lhe a falta. Não é uma coisa de pensar nele a toda a hora de tal forma que não consigo trabalhar. Não. Mas quando pego nele ao colo quando o vou buscar à noite, as saudades são enormes. Aí é que se materializam as saudades escondidas o dia todo num cantinho do meu cérebro.

Dinastia FilipiNHa disse...

Podia contar muita coisa mas só me consigo lembrar da super birra que a Maria resolver fazer ontem em plena pizza hut. Sim, toda a gente a olhar. Sim, o empregado quase em transe a olhar para uma bebé completamente possuída.

Podia falar de muita coisa, mas hoje, é difícil...

Bjs

Mãe Feijoca disse...

vou dizer te o k todas as maes dizem!!!
é uma fase. o Afonso ja teve birras seguidas, dia apos dia. agora tb as tÊm mas so de vez em quando.
confesso que as vezes passava e levantava mm a voz, mas cheguei a conclusao de que nao adientava de mt, e acho que ainda fazia pior.
e começei a ignora, do genero queres chorar et chora.
pode ser apenas coincidencia mas que resulta com ele resulta.
eu ignoro e no momento da birra nao dou atenção faço de contas que nao estou presente... beijos

Mãe Feijoca disse...

vou dizer te o k todas as maes dizem!!!
é uma fase. o Afonso ja teve birras seguidas, dia apos dia. agora tb as tÊm mas so de vez em quando.
confesso que as vezes passava e levantava mm a voz, mas cheguei a conclusao de que nao adientava de mt, e acho que ainda fazia pior.
e começei a ignora, do genero queres chorar et chora.
pode ser apenas coincidencia mas que resulta com ele resulta.
eu ignoro e no momento da birra nao dou atenção faço de contas que nao estou presente... beijos

Cláudia disse...

Pois é... As birras.... Aqui em casa também temos dias desses...
Faz parte... Já passei pelo mesmo com o Rui Pedro... O melhor é mesmo ignorar, e paciência, muita paciência.... Mas acredita que passa. Um dia tudo isso acaba :)

Um vez fui tomar café com uma amiga e ele resolveu atirar-se para o chão a espernear, sem mais nem menos e por razão nenhuma. Ela muito calmamente acabou de tomar o café, e disse-lhe, quando quiseres acabar, avisa para eu pagar o café e irmos embora.... Devias ver a cara dele :) Dois segundos depois já lhe tinha passado tudo eheheh...

beijinhos