31/03/11

querido Pai Natal

Sei que ainda faltam uns meses para o Natal, mas aqui fica já um pedido.
O que eu gostava de ter uma máquina de Waffles. Gostava mesmo. E esta parece bem jeitosa e baratinha.

que bom

está um dia lindo de sol e bem quentinho!
melhor ainda era ficar assim para o fim-de-semana...

29/03/11

9 months in, 9 months out

hoje o meu afilhado faz 9 meses e logo temos festa!
Está um espertalhaço que adora pão e faz gazeta à sopa :)
E sim, até acho que ele gosta de mim, que me reconhece bem, mas dos 3, diria que sou a menos interessante para o meu afilhado. Basta ver o Filipe que é vê-lo rir e inclinar-se para o colo dele. Mas quem ganha mesmo este campeonato é a Maria. A paixão que o G tem por ela é linda de se ver. E a Maria retribui, claro está.
 

No dia do Pai foi assim



feels so good

Sabem quando acreditamos mesmo numa coisa e a defendemos com unhas e dentes, contra tudo e contra todos? E quando aprovitamos cada minuto livre para esta coisa em que acreditamos? E apresentamos o resultado final a quem não lhe dá grande valor mas que nos diz que se conseguirmos convencer todos os que mandam que vale a pena é para avançar e apresentamos e vemos sorrisos e ouvimos: parabéns! Só peca por ser tardio! Sabem?! Sabem?!
 
Pois eu sei... e sabe tão, tão bem... Porque acredito mesmo que fará diferença na motivação de 300 pessoas, que os ajudará a vestir a camisola. E á tão bom fazer coisas em que se acredita!

rissóis de marisco


Pois que no domingo foi dia de experimentar fazer rissóis. Achava eu que era coisa para demorar muito tempo e ser chata... Mas não. é verdade que fiz batota porque não houve cá fumet para ninguém, mas o resultado final foi excelente. Ontem provamos os 3 e até a catraia gostou.
Um ensinamento... O recheio é mais que muito. Congelei muito mais de metade que estimo vá dar para nova dose de rissóis e para experimentar fazer empadas.
A receita foi tirado do fórum bimby e aqui fica (ligeiramente adaptada).


Para o recheio:
250gr camarão;
4 barrinhas de delícias do mar;
 500gr leite;
1 creme de marisco;
50gr de margarina;
100gr de farinha;
noz moscada q.b.;
pimenta q.b.
salsa picada q.b.

Colocar o leite no copo da bimby e juntar o pacotinho de creme de marisco.  Programar 1 minuto, velocidade 4, para misturar bem. Programar 10 min, 90º, vel 4.
Juntar a farinha, a margarina e os temperos e programe 8 min, temp 90º, vel 4. Quando terminar o tempo colocar os camarões e as delícias do mar e programar 1 min, vel colher inversa para envolver. Por fim juntar a salsa e deixar arrefecer.

Para a massa:
250 gr de água
250 gr de farinha
30 gr de menteiga
5 gr de azeite
1 pitada de sal
Colocar no copo a água, a manteiga, o azeite e o sal e programe 5m temp. 100º, vel. 1.
Juntar a farinha de uma só vez e programe 20 seg., vel 4.
Retirar do copo e amassar tudo bem, até obter um bola de massa redondinha.

hoje li


A felicidade não é uma estação de chegada, mas um modo de viajar.

E depois

Depois existes tu. E nada mais interessa...

28/03/11

e temos novo divertimento

No sábado a Maria descobriu o maravilhoso mundo de saltar nas poças. Estava de sapatinhos por isso refreamos-lhe a vontade. Mas chegados a casa da avó calcei-lhe as galochas e lá foi ela feliz da vida, saltar e molhar e chapinar... Felicidade!!!

mas melhor ainda

é o genial Vasco Palmeirim a cantar a demissão do Sócrates.

tivemos banho

Tinha mesmo que chover a potes na hora de almoço? Tinha? Uns meros 100mts com guarda-chuva e estou encharcada. Tenho os pés ensopados, ou melhor tinha que dizem que a necessidade aguça o engenho e lá fui eu à casa de banho secar as meias e munida de duas micas, enfiei nasos meus pézinhos e tunga botas por cima. as botas estão molhadas mas os pés estão agora sequinhos..

O que eu me ri com isto

O que tinha fumado o Futre? Grande sportem!

em modo zombie

não gosto das 2ªs feiras. Gosto menos ainda quando chove. E quando a hora mudou e me parece que estou a acordar demasiado cedo...

Com 2 anos já é assim?

Sábado a Maria esteve nas nuvens. Fomos jantar a casa dos Tios Nini e André e lá estavam os sobrinhos deles. A V., o P. e o D. A Maria conhecia apenas a V. de quem fala várias vezes mas já não a via há quase 1 ano. Se acham que ficou tímida, pois que não. A brincadeira foi grande. Houve lutas de almofadas, jogar às escondidas, correria, gritos, risadas e uma mega banho na Maria. Fecharam-se na casa de banho os 4 e a Maria chegou à sala e até fazia barulho ao andar. Encharcada dos pés à cabeça. Tínhamos levado roupa e sapatos para trocar (nem sempre levamos outros sapatos, mas felizmente desta vez havia sapatos para trocar). Mas lindo, lindo foi já depois da meia-noite trazer a Maria para casa. Ela chorava e só me perguntava pelo pijama, isto porque os 2 meninos iam ficar a dormir em casa dos tios. E chorava e dizia: "Eu quero ficar a dormir com os miúdos!"

Pois com os miúdos... Ela com 2 anos, os outros dois já na primária e um com 4 anos. Mas eles é que eram os miúdos.

hoje li

Não declares que as estrelas estão mortas só porque o céu está nublado.

25/03/11

o youtube é muito bonito mas

o mal da Maria andar sempre a seguir as sugestões do dito e a saltar de vídeo em vídeo, fez com que se cruzasse com os vídeos da galinha pintadinha. Gosta de todos e sabe-os quase de cor de salteado. Mas este... este bate todos os outros. Ela canta e delira com esta coisa e canta em "brasileiro" mesmo. Tenho que filmar.

hoje é um dia

em que nem me sinto eu. Chamem-lhe tpm ou influência do tempo, a verdade é que estou chuvosa como o tempo, bem cinzenta.
Nem parece 6ª feira à tarde...

são anúncios

a Maria liga e desliga o rádio do meu carro com o pé. Chega-lhe e sabe perfeitamente onde tocar para ligar e desligar. Ontem a caminho de casa disse-me que ia ligar o rádio para ouvirmos música. E assim fez e toca de dançar e pedir para eu dançar também. E dançamos. E de repente ela desliga o rádio.
Eu: "Maria desligaste o rádio? Está a dar conversa, não é?"
Maria: "Não é conversa mãe. São anúncios!"

e eis que fizeram as pazes

No final do Verão passado a Maria já usava o pote frequentemente. Entretanto, com a chegada do frio, voltou às fraldas.
Ontem à noite disse-lhe que podíamos fazer uma surpresa ao papá e que íamos buscar o pote tartaruga à casa de banho e que o levávamos para a sala e que ele podia lá fazer um xi-xi. Aquilo deve ter-lhe parecido uma malandrice que me disse logo que sim. E assim que se sentou no pote fez um xi-xi bem grande e ainda esteve a tentar fazer algo mais sólido, tendo-se ficado por uns sonoros puzetes (e o que ela se ria ao ouvir). Festa, alegria! E sentada na tartaruga chamou pelo pai mas antes ainda me pediu um livro para ler sentada no pote. Agora é insistir uns dias e ganhar coragem para deixá-la andar sem fralda.

24/03/11

as ditas cujas



sobre a demissão do PM

Não votei no senhor.
Não nutria por ele qualquer simpatia.
Deu um tiro no pé ao ir para Bruxelas falar do PEC4, quando ainda nem o tinha apresentado em Portugal. Não estou certa que tenha acontecido na melhor altura esta queda do governo.

como fazer feliz uma menina de dois anos

1. Parar numa estação de serviço
2. Comprar uma revista das Princesas que de oferta trazia umas asas de fada
3. Pagar 3.95€ pela revista
4. Chegar a casa e oferecer logo à porta à pequenina que nos recebe
5. Receber de volta um xi, um beijo e muitos sorrisos

23/03/11

Estou triste

A maria chorou hoje com saudades da mamã. E eu ainda nem sei a que horas vou chegar a casa. ..

planos para os dias 2 e 3 de Abril?

o meu compadre enviou-me a informação deste evento, com 3 argumentos de peso (no ponto de vista da Maria).
Vão estar por lá o Ruca, o Pocoyo e a Docinho de Morango.
Parece-me que vamos... alguém se junta?

22/03/11

indo eu, indo eu

a caminho de Lisboa. Um evento amanhã bem cedo, obriga-me a ir hoje e regressar 4ª feira já pela noitinha. Quem corre por gosto não cansa. Dizem...

damn

malinha tão arrumadinha e esqueci-me do carregdor do telemóvel...

hoje todos perdemos

R.I.P. Artur Agostinho.
Para quem sempre olhei com respeito e admiração.

uma lição

hoje e dia de

a Maria ir com os meus pais tirar o cartão do cidadão. Agora é obrigatório as crianças terem cartão de cidadão para que possam ser incluídas na declaração de IRS dos pais (hilariante, é o que é).
Está animada com a ideia e diz que vai ter um cartão com a fotografia e com o nome dela. A ver vamos como se porta.

hoje li

 "Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe."

21/03/11

primark

acho piada a esta loja. Gosto de lá ir aos dias da semana e de preferência de manhã. As coisas estão arrumadas e é mais fácil de encontrar o que se procura. Se para mim não compro lá muita coisa (mas já lá comprei vestidos lindos, pantufas quentinhas e calças de ganga, com um corte cinco estrelas, por 3€), já para a Maria vou comprando mais vezes. Se há dias em que lá vou e não compro nada, há dias em que trago uma mega saco cheio. Para criança a Primark tem coisas engraçadas. Ainda hoje a Maria anda com um vestido todo catita, rosinha com uma laçarote que veio de lá.
E acabo de ler aqui que a Primark vai já em Abril passar a ter 4 lojas em Portugal, abrindo duas novas lojas, uma em Sintra (Centro Comercial Forum Sintra) e outra em Portimão (Centro Comercial Aqua Portimão). Se estiverem por perto, vale a pena lá passar. Boas compras!

e para entrada (ainda no dia do Pai) - II

Pão de queijo

Achava eu que a coisa ia ser complicada e que me ia deixar a casa a cheirar a chulé. Mas que não. Foi simples e nada de cheiros estranho como por aí li.
A massa ganha consistência se a colocarmos no frigorífico e aguenta bem de um dia para o outro.

Ingredientes:
250g de polvilho azedo
200g leite
100g óleo
2 ovos
120g queijo meia cura previamente ralado (usei queijo da ilha)
Sal a gosto

Preparação:
Coloca-se no copo o leite, o óleo e o sal e programa-se 7 min, Temp.90º, Vel.1. Mistura-se o polvilho de uma só vez e programa-se 20 seg, Vel. 6. Deixa-se arrefecer retirando o copo da máquina. Junta-se os ovos e o queijo e bate-se 1 min, Vel.6 e amassa-se 2 min, Vel. Espiga. Deixa-se repousar 20 minutos (deixei uma hora no frigorífico  como sobrou muita massa até guardei de um dia para o outro e aguenta lindamente e ainda é mais fácil moldar com as colheres) e de seguida formam-se bolinhas com as mãos com farinha (esqueçam as mãos e a farinha. Duas colheres e está feito). Leva-se ao forno a cozer a 180º até estarem douradinhos (não devem ficar tempo a mais já que secam).

e para entrada (ainda no dia do Pai)

sairam umas espetadinhas de camarão em marinada de alho e coentros.
 
Ingredientes:
5 dentes de alho
1 molho de coentros
sal/pimenta
sumo de 1 limão
50g de óleo
50g de azeite
camarões grandes descascados (usei 6 camarões - dos que se compram já cozidos no pingo doce - por espetada e fiz 8 unidades)
 
Preparação:
Coloque os espetos de madeira em água morna para embeber.
Coloque o azeite e o óleo na bimby. Com a bimby em velocidade 8, adicionar os coentros e os alhos para picar.
Adicionar o sumo de limão, o sal e a pimenta a gosto e bater alguns segundos até obter um molho uniforme.

Formar as espetadas com o camarão e colocar num recipiente fundo.

Cobrir com a marinadae deixar em repouso e ou 3 horas, virando de quando em vez.

Aquecer o forno a 240º e colocar os espetinhos ligeiramente escorridos num tabuleiro forrado com papel vegetal, cerca de 15 minutos (a receita pedia que o fizesse desta forma, mas coloquei mesmo o pirex no forno, com a marinada cerca de 20 minutos).

hoje li

"Há pessoas que transformam o sol numa simples mancha amarela, mas há também aquelas que fazem de uma simples mancha amarela o próprio sol."

e para jantar no dia do Pai - empadão de alheira com grelos

para além do bacalhau com natas made by bimby, servi empadão de alheira com grelos.
Aqui fica a receitinha (forum bimby).
 

1 Dose de empadão ( 1kg de batata )

3 alheiras

1 molho de espinafres

8 dentes de alho

Molho bechamel

40 gr azeite

 

Fazer o puré de acordo com as instruções do livro base. Num recipiente de ir ao forno colocar o puré.

Picar os alhos com o azeite na bimby (8seg vel 7-8). A receita indicava que podia refogar na bimby mas optei por refogar numa panelinha, os alhos picados com o azeite, juntar as alheiras aos pedaços, sem pele e os espinafres já lavados e secos. Colocar no tabuleiro de ir ao forno, por cima do puré e cobrir novamente com o puré restante.

Preparar o bechamel na bimby.

 

Molho Bechamel:

700 gr de leite

70 gr de farinha

50 gr de margarina

sal, pimenta e noz moscada

 

Colocar todos os ingredientes 8 min, temp 90, vel 4.

Cobrir o empadão com o molho. Cobri com pão ralado com alho e coentros (feito na bimby e que tenho sempre no frigorífico). Pode ainda polvilhar-se com queijo ralado.

 

Levar ao forno até dourar e servir quentinho.

bolo de laranja com calda polvilhado com coco

Para o jantar do dia do pai lá e casa, fiz 2 sobremesas na bimby. Esta foi uma delas. Um bolo leve, delicioso e que tanto sabe bem como sobremesa, como a acompanhar um chá numa tarde mais fria. A repetir certamente. A receita foi retirada da internet mas fiz ligeiras alterações.

Ingredientes:

3 ovos
180g de açúcar
180ml de sumo de laranja
Raspa de ½ laranja
210g de farinha para bolos
1 colher sobremesa de fermento tipo royal

Para a calda:
1 chávena chá (240ml) de sumo de laranja
2 a 4 colheres sopa de açúcar, de acordo com a acidez da laranja (usei 4)
Coco ralado para polvilhar

Forre com papel vegetal e unte com manteiga uma forma redonda de aprox. 24cm de diâmetro.
Deite a casca fina de meia laranja no copo e pulverize-a com o açúcar na vel 9.
Insira a borboleta e os ovos e bata-os com o açúcar: 5 min, temp 37º, vel 3 + 3 min, vel 3.
Coloque a máquina a trabalhar na vel 2 e vá deitando pelo bucal o sumo de laranja, levou-me uns 20 segundos. Colocar a farinha com o fermento e manter na velocidade 2 uns 10 segundos (não se deve bater demasiado tempo depois de juntar a farinha com o fermento).
Verta a massa na forma e leve ao forno pré-aquecido a 180º por aprox. 20 min. Teste se está assado inserindo um palito na massa, que deverá sair seco.
Enquanto arrefece um pouco, prepare a calda:
Deite no copo o sumo de laranja e o açúcar: 5 min, temp 100º, vel 1.
Fure o pão-de-ló com um palito ou um garfo e com o auxílio de uma colher vá humedecendo o bolo com a calda.
Faça isso aos poucos até que toda a calda seja absorvida.
Polvilhe com o coco ralado.
Se puder deixar descansar por algumas horas o resultado será melhor, mas não há a necessidade de fazer de véspera (o meu ficou pronto às 7 da tarde e foi comido depois do jantar)

O nosso fim-de-semana teve

Um jantar na 6ª feira, a 4, com o meu mano e cunhadinha, lá em casa.
Um jantar na 6ª feira da Maria com a família do meu pai, para lá de animado.
Uma Maria a chegar a casa na 6ª feira perto das 11 da noite, contente e feliz e com um livro da Anita.
Uma Maria que ao chegar a casa viu quem lá estava e só adormeceu à 1h da matina.
Um sábado em que o Filipe acordou cedo e foi dedicar-se às limpezas. Em que eu acordei e tive tempo para tudo antes da Maria acordar. Um pequeno-almoço tardio a duas. Correr para casa da minha mãe e ver a Maria brincar no pátio, que estava um tempo fantástico. Sessão de pintura (e o que ela adora) para fazermos juntas o presentinho do dia do Pai (acabei por comprar uma caneca branca no ikea e a Maria deu asas à imaginação, pintando cada pedacinho). Um almoço em casa da minha mãe, já com o meu mano e com o Filipe. Um papá Filipe que ficou babado com a obra de arte da princesa. Uma ida a três ao Parque de Quires, brincadeiras e mais brincadeiras e uma Maria macaquinho que trepava sem medos por todo o lado.
Uma tarde em que a Maria se recusou a dormir. Um jantar preparado em casa, para os meus pais, mano e para os meus cunhados e sobrinha. Alegria assim que chegaram com a Maria a brincar e a saltar.
Uma noite que terminou perto da meia-noite com a Maria a dizer que queira ir para casa da madrinha e dos Tios Paulo e Ana. E a fazer beicinho. E os meus cunhados a pedirem para irmos buscar a mochila dela. Com uma Maria a entrar no carro dos meus cunhados, sem o mínimo peso na consciência e sem hesitar. Com uma Maria a dizer-nos adeus e a rir quando o carro arrancou.
Um domingo com os papás a sairem de casa pela manhã para irem buscar a Maria. E com a Maria a receber-nos logo ao portão e a agarrar-se ao pescoço do tio e a perguntar: "Eu não vou embora, pois não?". Com uma ida ao Parque da Lavandeira com brincadeira e pão para dar aos patinhos. Com um almoço em casa dos meus pais. E com uma tarde sem Maria a ajudar uns amigos especiais nas mudanças de casa.
E com uma Maria a ficar cada vez mais constipada.
E uma noite terrível, com uma Maria com mais dificuldade em respirar, resmungona, com um mega chichi durante a noite, que nos obrigou a mudar-lhe a roupa toda. E com umas 3 horas de sono, mal dormidas, sempre com a Maria ao colo ou com o meu braço por baixo para que estivesse com a cabeça mais elevada.