08/09/11

34

hoje fazes 34 meses. Eu tenho 34 anos. E dou por mim a pensar no que mudou na minha vida nestes últimos 34 meses. Mudou tudo. Conheci um amor que desconhecia ser possível existir. Amo os meus pais, o meu irmão, o meu marido. Amo família e amigos. Mas... um amor assim, é algo que nunca sentira antes e que adorava conseguir de alguma forma explicar-vos como é. Não consigo. De todo. Pode parecer cliché. Coisa de mãe. E pode ser ambas estas coisas. Mas é também um sentimento novo. Como se dizer amor não chegasse. Como se sentir amor não chegasse. Deviam inventar uma nova palavra para este sentimento. Uma categoria diferente. Porque é de facto diferente. Amar-te filha é amar uma parte de mim. Porque é isso mesmo que sinto que és. Parte de mim. Não me anulei depois de nasceres, nada disso, mas sinto-te como uma extensão da pessoa que hoje sou. E tenho a firme convicção de que fizeste de mim uma pessoa melhor. Mais paciente (tem que ser) mais atenta (também tem que ser) mais dedicada, mais carinhosa. Contigo não há vergonhas nem inconvenientes. Apetece-te cantar e dançar no carro com o rádio bem alto a caminho de casa e é isso que fazemos juntas. Apetece-te jogar ao joga da estátua no meio da rua, jogamos as duas. Queres beijos apaixonados, daqueles que são só nossos, e está muita gente por perto? Venham os beijos.
Adoro quando me dizes que és a filhota da mamã e quando me sussurras ao ouvido num inglês para lá de manhoso: "é lôbe you". Eu também te amo filha. Como diz a música, a nossa música. Daqui até à lua e da lua até aqui.

5 comentários:

Cleia disse...

Lindo!!!!
:)

Sara disse...

LIIIIIINDO!!!!
Adorei cada palavrinha ;)

mari disse...

sweet**

Mamã do Príncipe Pipoca disse...

As tuas podiam ser as minhas palavras!... É maravilhoso a vida ternos dado a oportunidade de experimentar estes sentimentos :D.. O texto está lindo!Bjs

Mamã da Caroxinha disse...

Lindo,lindo e sinto exactamente o mesmo que tu :) o Amor que temos pelas nossas filhas não dá para explicar, quantificar ou pôr em palavras... deviam mesmo inventar uma nova palavra que o designasse ;)
Só sei que foi a melhor coisa da minha vida e da tua também, certo?

beijoka