22/08/10

Fomos os 2 passear

Sexta-feira a Maria ficou a dormir em casa dos meus pais e fomos os dois namorar e passear. Jantarzinho regado a Mateus Rosé e rumamos à baixa do Porto. Eu nunca lá tinha ido à noite (shame on me).
Fiquei rendida, boquiaberta e encantada. Tanta gente na rua. Um ambiente tão saudável. Tudo na converseta de bar em bar, de porta em porta. Tudo na rua. E tantos, mas tantos turistas estrangeiros. Despreocupados. Animados. Seguros. Eu que morei a minha vida toda por ali bem perto, vi com agrado como está revitalizada e cheia de energia a zona dos Leões e dos Clérigos (com o piolho a lembrar outros tempos), as Galerias de Paris, a Praça do tunel de Ceuta (onde uma defunta Tamisa, abriu a pestana e toca de estar aberta a noite inteira, que a malta gosta de trincar qualquer coisa e estando ali ao lado, só fazia sentido). Com pena vi que Sincello (das melhores gelatarias do Porto) não aproveita a onda e à meia-noite em ponto fecha a porta.
E lembrei os meus tempos de estudante, em que na primeira semana de Setembro, fazia fila na Porto Editora para comprar os meus livros para a escola.
Adorei, adorei, adorei. E a companhia que também foi jeitosa.
E tenho vontade de lá ir. De dia, de ver cada pedacinho daquela cidade que já foi a minha. De sentir o cheiro único da Lello & Irmão. De visitar "A vida Portuguesa", onde nunca entrei. De ir à Ribeiro tomar o pequeno-almoço. De subir os mais que muitos degraus da Torre dos Clérigos, para me deliciar com vista. De me perder naqueles labirintos que sei de cor.

2 comentários:

Pirussas disse...

isto passar momentos com quem se gosta é outra coisa... eu percebo bem o que dizes... se percebo... bom domingo, tornei-me teu seguidor. gosto do ar do blog.

aventuras de um empregado de mesa

http://ohpirussas.blogspot.com/

Maria João disse...

O Porto é lindo. è uma nação, como dizia o outro:)))
Bjinhos.