25/05/11

ai é por isso que as pessoas casam?


Hoje ao almoço, as minhas antenas sempre ligadas ouviram uma interessante conversa entre duas jovens mulheres.
Dizia uma para a outra: "Eu quero casar. Faço questão. Sabes não é porque o amor aumente nem nada disso. É só porque é mais difícil as pessoas separarem-se!"
Eu não disse mas até pensei, uma rapariga nova, com bom aspecto a dizer uma barbaridade destas. Acha mesmo que é por estar casada que se o marido quiser dar de frosques não o fará? E com o simplex, de complicado já não tem nada.
Se ela dissesse que queria casar porque adorava vestir-se de noiva ou porque queria fazer uma festança, estou como o outro...

6 comentários:

D. disse...

Realmente! Eu sempre quis casar para fazer uma grande festa com a familia e amigos.

Texuga disse...

Isto a com cada uma ahahaaha

Mami ( Sónia ) disse...

Opá miúdas lol
eu a pensar que a malta se casava porque pronto gostamos um do outro, olha afinal foi só para o Rui não fugir, e olha que se fugir agora não o apanho com esta barriga loololol

Mãe Feijoca disse...

deixa lá eu já ouvi bem pior, do genero "se engravidar, caso e ele não me deixa"!
como se por se ter filhos em comum seja obrigatorio estarem 2 pessoas juntas o resto da vida!
gente maluquinha sem nada na cabeça.
concordo ctg, se ainda fosse pela festarola ainda era como o outro agora por isso.....
velha-nos Deus!

Pollyzinha disse...

Pior que isso é ouvir alguem dizer que vai engravidar porque assim pode ser que o marido tome juizo e já não se queira separar...
Há gente muito burra!!!

Cláudia disse...

Sabes como é, há gente que acredita que estando casado, é para a vida toda, e tal, e que se for para separar depois acabam por ficar juntos, porque são casados... LOL
Eu já ouvi essa lenga-lenga aqui no trabalho, quando me perguntavam porque não era casada...Como se fosse essa a razão...
Depois casei, e ouvi "Ves, como eu tinha razão. Agora é diferente"
E ralmente é diferente.... Tive que mudar o BI, tive que informar o trabalho, e.... pá, não me consigo lembrar de mais nada, para além da aliaça de ouro que agora mora no meu dedo anelar da mão esquerda...