28/12/10

eu preferia não ter razão

Ontem fui almoçar a casa dos meus pais. Achei que a Maria estava com cara de doente. A minha mãe dizia-me que ela tinha estado muito bem disposta. Fui trabalhar. Não tranquila. Fui buscá-la eram 5.30h e voltei a olhar ara ela e disse: "a Maria está com febre". A minha mãe dizia que ela tinha acabado de acordar e pensei: talvez seja disso.
Cheguei a casa. Ela corria e brincava como se não houvesse amanhã. Ao deitá-la decidi tirar teimas e lá estava a D. Febre a dar uma ár de sua graça no final de 2010. Preferia não ter razão. Preferia não ter a certeza assim que olhei para ela, que ela estava doente. E não sei como percebo. Não sei. Nunca me aconteceu com ninguém. Mas com a Maria é assim mesmo. Chamem-lhe instinto de mãe. O que quiserem. Mas sei que sempre que ela está doente, me basta olhar para ela para perceber.
Tem estado com tosse. Ontem piorou. E mesmo a dormir tossiu muito, muito.
E eu queria ter ficado com ela hoje. Mas vim trabalhar. E vou trabalhar a semana toda. A não ser que consiga convencer a o meu chefe a tirar uns dias de férias. A ver vamos...

4 comentários:

J disse...

De facto há qualquer coisa que nasce em nós quando nascem as nossas crianças também!
As melhoras para a Maria...
bjs

Mami ( Sónia ) disse...

As melhoras da Maria, a Sofia também tem andado assim, cheia de tosse..
Beijinhos e as melhoras rápidas

Cláudia disse...

A maria está melhor?
Anda aí uma virose chata que dá muita tosse... Espero que passe rápido :(

beijinhos

Rita disse...

As melhoras para ela! *