03/02/12

Carta enviada ao director do Correio da Manhã



Hoje fui obrigada a escrever ao Correio da Manhã. Há 2 anos tivemos algo parecido com o Jornal de Notícias que desta vez se portou bem. 

Pedia-vos que partilhassem. Pode ser que assim se dignem a responder-me. Mais. Pode ser que assim se dignem a não cometer o mesmo erro. Outra vez. 

A carta está também no meu facebook para partilha.
___________________________________________________


A/C Ex.mo Sr. Director Octávio Ribeiro

Sei que estamos num País livre. E (dizem) democrático. No entanto, diariamente são cometidos atentados contra a integridade física e moral de muitos de nós. E um dia bate-nos à porta.
O meu pai foi já alvo de um assalto tremendamente violento e ontem foi vítima de nova tentativa, felizmente sem sucesso.
Contra a publicação da notícia, não tenho nada. Mas tenho tudo contra a forma como o fizeram.

Senão vejamos. A notícia que se encontra na edição impressa do jornal que dirige e on-line e que se encontra aqui: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/ourives-resiste-a-roubo-armado.

Quem vos deu a identificação do meu pai? E quem autorizou a publicação do seu nome? Mais... Uma fotografia da casa dos meus pais, local onde aconteceu a tentativa de assalto. Será legal? Será deontológico? Pretendem o quê? Para além do sensacionalismo barato? Expor ainda mais a vida de alguém que já por 2 vezes teve a vida por um fio?
O que ganhou a notícia por publicarem o nome do meu pai? O que ganhou a notícia por publicarem uma fotografia da casa dos meus pais? A estas questões não precisa de responder. Eu respondo por si. Nada. O que ganham aqueles que pretendam atentar novamente contra a propriedade e vida do meu pai? A esta faço questão que responda. Ou pelo menos que pense na resposta.
Porque um dia pode tocar-lhe a si. A um familiar seu.

É a vergonha do jornalismo que temos, que infelizmente é apenas um reflexo do País em que vivemos.

Aguardo a v/ resposta.

Respeitosos cumprimentos,
Patrícia Cardoso Guedes

13 comentários:

Anita disse...

acho muito bem que tenhas reclamado, quem lhes dá o direito de usarem os nomes sem autorização.
cá está o bom jornalismo que se faz.
so com autorização e que podem divulgar informações dessas.
e ha tantos bons jornalistas no desemprego, enfim.
beijinhos e espero que ja estejam todos mais calmos

Anónimo disse...

Raios de imprensa sensacionalista... vi de manhã a foto no JN e pensei que foram ponderados, agora o CM é vergonhoso!!
Espero que voçês estejam bem!
bjs
Patricia Leal

Patricia disse...

Obrigada pelas vossas palavras.
Patricia Leal para me conheceres e me veres moras pertinho... Eu já dei voltas à minha cabeça mas não sei quem és. Podes enviar-me um e-mail para aprincesamaria@gmail.com? Bjs

Brown Eyes disse...

Sinceramente é de uma falta de respeito fora de série. E creio mesmo que não será de todo legal colocarem este tipo de detalhe e pormenor na imprensa.

Estou solidária e corroboro o que dizes.

Patrícia Teodoro disse...

Podes processar....e ganhas na certa

mari disse...

realmente, que parvos :S
sinto muito ... :(

Pequeniña disse...

É incrível o que alguns jornalistas fazem para tentar vender mais jornais. Como se o nome e uma fotografia fossem dar algum ênfase extra à notícia! Fizeste bem em reclamar e só espero que te respondam :)

Mamã da Caroxinha disse...

Não sabia de nada desta história, mas realmente é o país que temos... vou já divulgar no meu blog e facebook, não tenho o teu mas vou tentar encontrar-te ;-)
Espero que estejam todos bem!
beijocas

Anónimo disse...

Há quase um ano atrás, o meu irmão mais velho faleceu. Foi uma morte estúpida (morreu durante um jogo de futebol entre amigos). Não sei como, a notícia foi parar a todos os jornais (JN incluído. Correio da Manhã, já não tenho certeza). Sem pedir consentimento a ninguém, usaram a foto que foi colocada nos avisos de falecimento, no próprio jornal. Senti-me violentada. E mais ainda, quando pessoas que não deviam, deram entrevista ao citado jornal, com coisas que não eram verdade. Foram dias muito dolorosos e esta situação ainda agravou mais a minha revolta. Na altura nada fiz e arrependo-me. Tudo isto para te dizer que sei o que sentes e que fazes muito bem em expôr a tua indignação. Não sei se têm facebook, mas se tiverem coloca lá. Às vezes funciona melhor.

Beijinho,
Isabel G.

Ju disse...

Não consegui aceder à notícia, será que já retiraram?

eu disse...

Caramba! Que coisa vergonhosa!

António disse...

Infelizmente as noticias chamam atenção pelo sensacionalismo,hoje em dia há pessoas que se servem do nome e imagem de outras para atingirem certos fins, neste caso a venda de jornais. Desejo que o seu pai não volte a passar pela mesma situação, embora com a "febre" do ouro haja pessoas que assaltam sem dó nem piedade.

Bjs!

pamgvb disse...

nao sabia disto querida mas depois de ver a dita noticia e de ler a de ha 2 anos atrás estou arrepiada... nao há condiçoes! nao é este o mundo que queremos!!

um beijinho e qualquer coisa estou distancia de uma chamada ;)