24/11/11

se eu não ficar maluca nos próximos tempos

não fico mais :)
é o CAP que está quase no final e que me obriga a estar ausente 3 tardes por semana. E a preparar tudo para a apresentação final entretanto.
são os projectos que tenho em mãos e têm se ser fechados até ao final do ano.
é o início do planeamento de marketing para o próximo ano.
É a organização da festa de Natal na empresa, que implica sair, ir ver sítio,s visitar caterings, decidir decorações, posições disto e daquilo. E ainda me ponho a dar ideias para coisas novas, mesmo sabendo que daí vem mais trabalho para mim.
São as encomendas do feito cá em casa, que estão a chegar todas as semanas (Yupi) e que me têm levado a deitar mais tarde. E uma festa em grande que nos foi adjudicada e que nos vai dar muitooo que fazer. Temos muitas lojas a visitar. Decisões a tomar. E muita coisa para fazer.
E depois é chegar a casa e ela estar lá e ter que limpar, cozinhar, organizar.
E ter ainda tempo para brincar com a Maria, ver com ela o Toy Story (como fiz ontem deitada na cama dela), fazermos puzzles. Dar-lhe banho, pensar no que vai vestir.
E no meio de tudo isto, dar por mim a sorrir por ter uma vida assim. Parece estranho, mas é isto que sinto. Sorrio por andar num ritmo alucinante. Não é sempre bom. Não. Há dias em que chegava a casa e me enroscava de boa vontade no sofá. Há. Mas sei que este ritmo mais alucinante tem fim marcado. O CAP termina a meio do mês de Dezembro e pela mesma altura a festa de Natal aqui na empresa também acontece e o nosso projecto grande do feito cá em casa também. Não me estou a queixar. Eu trabalho muito bem sob pressão. É quando me sinto mais eu. É assim mesmo que gosto de viver. Adoro poder gostar do que faço. Não tem preço. Adoro ter criado um projecto onde faço o que gosto. Adoro chegar a casa e saber que é a minha casa, onde estão as minhas pessoas.
Mesmo que adormeça assim que me deito. que sinta que ficaram mil coisas para fazer amanhã.

7 comentários:

Paula disse...

E isso é impagável!

Maria João disse...

:) Que bom Patricia! É bom sentir que estás assim feliz. Também só tens motivos para isso, não é?
Bjinhos.

Claudia disse...

Sinto exactamente o mesmo que tu. E também gosto. Porque na verdade só fazemos o que adoramos.

eu disse...

Que bom que encontraste um trabalho que te deixa a sorrir ao fim do dia! Aguenta esta pressão até Dezembro - ou melhor - aproveita-a.

Betty disse...

Eu também adoro a adrenalimna de fazer tudo ao mesmo tempo e coisas que eu gosto. A minha real adrenalina vai começar para a semana com 3 festas de aniversário para preparar( 1 p/escola, 1 casa só com a familia e a mais trabalhosa a dos bichinhos carpinteiros em que vou ter de levar tudo, e tudo personalizado para quase 20 crianças). Depois na semana a seguir começam os aniversários quase que diários e as compras de Natal. Vou ver se faço alguns presentes para dar como bordar uma fraldinha para dar a uma amiga que vai ter bebé, uns bolos e pãos de ló para oferecer, umas cx de presente e umas pulseirinhas em madeira forradas.
Espero que apesar da adrenalina toda que estás a viver corra tudo bem e que consigas fazer tudo o que desejas.
Bjs
Betty

lili disse...

Fico feliz porque estas a fazer o que gostas e consegues gerir bem o teu tempo continua assim :):):)

Anónimo disse...

Fico muito feliz por saber!! Beijoca gigante. Se eu puder ajudar com alguma coisa, estou aqui. Di*