17/07/12

não aconselhável a mentes sensíveis

A Maria aprendeu uma palavra (palavrão) nova. Caralho. Sim. Sem tirar nem por. Como a aprendeu, não sei. Não somos santos mas não passamos o tempo todo a dizer asneirada. E a verdade é que ela a usa no momento certo.
De férias no Algarve, deu uma grande cabeçada num espelho retrovisor de um carro que estava (mal) parado e cima de um passeio. E pimba. "O c.... do carro está aqui mal parado e eu eu não!".
Tropeçou numa pedra da calçada que estava solta (o passeio estava em péssimo estado) e lá veio: "O c.... da pedra estava solta e eu caí".
Ontem ao final do dia e depois de uma longa abstinência, um autocarro decide improvisar uma paragem, piscas também é coisa que desconhecia o motorista e eu reclamei no carro (mea culpa!) que aquele gajo podia ter dado sinal, só isso, para eu saber que ia parar e tal... E ela, que levava o vidro aberto e com a mobilidade que a nova cadeira lhe dá, mete a cabeça meio de fora e grita: "Ó c... sai da frente".
Não, não é bonito (embora confesse que a mim me dá sempre vontade de rir, por ver aquela menina com caro de anjo, vociferar desta forma). Mas parece-me que ela nem sabe o que diz. De todas as vezes foi repreendida. Epergunto-lhe "O que disseste Maria?" E a resposta é sempre em tom angelical e admirado, um : "O que foi mamã?". Sem nenhum esgar de riso ou gozo (característica herdada do progenitor paterno, esta de ser uma gozona do pior!). Pois que não sei bem o que faça. Se lhe explico que aquela palavra é uma asneira e não se diz (e arrisco a que ela ache graça à coisa e seja um fartote) ou se ignoro e espero que isto passe. Se alguém tiver a resposta certa, esta mãe, que receia um destes dias passar uma grande vergonha, agradece.

8 comentários:

Vânia e Mariana disse...

Olha,nos tivemos esse problema com a Mariana, não foi o c....mas o fod....
E nos dissemos que era uma palavra muito feia, que nunca nos tinha ouvido dizer, porque quem diz são os meninos feios, porcos. as raparigas crescidas e lindas como ela não dizem aquelas coisas....Olha só disse naquele dia, passado um pouco volou a dizer, voltei a ter a mm lenga lenga com ela, e até hoje...e já lá vão uns meses :)

beijinhos,

Sónia disse...

A Sofia também teve uma altura assim, ignoramos completamente e passou, assim como veio foi, e ainda bem!!!

Silvana Santos disse...

Estou a imaginar o momento do carro loool

Tânia ♥ O Nosso Mundo Perfeito ♥ disse...

Lá lhe ficou no ouvido!

O meu nunca nos ouviu dizer fonix e agora não se cala com isso, eu caralho ainda me sai ás vezes mas fonix nunca disse.

Betty disse...

Já me aconteceu com a minha filhota utilizar umas palavras menos impróprias tinha mais ao menos a idade da tua. Primeiro foi o fogo a torto e a direito numa frase essa palavra sai montes de vezes e de todas as vezes eu dizia chama os bombeiros com o tempo ela deixou de a dizer e eu também. Depois veio as palavras chamadas palavrões e nas primeiras vezes fiz de conta que não a ouvi mas uma vez resmonguei com ela e ela disse-me que o pai também dizia ao qual eu respondi que ela era uma princesa e as princesas não dizem palavrões e que os homens eram uns parvinhos e feios e diziam essas coisas. E ela lá percebeu e deixou de dizer uma vez de longe a longe sai-lhe mas ela nem se apercebe e eu faço de conta.
Bjs
Betty

Gaiatas disse...

ahahah!

A minha começou com o "cacete", mas como eu a ignorava, ela esqueceu-se.. e agora aprendeu "meRRRda", mas tudo esquecem!

Ignorar acho que é a melhor opção..

Cris ♥ disse...

Sinceramente acho que quanto mais importância deres mais lhe dará vontade de dizer!! O fruto proibido é sempre o mais apetecido!!! :)

Rute disse...

Ola:)
eles essas coisas apanham sempre, às vezes ouvindo mesmo os de fora ficam com isso na cabeça, eu já passei uma grande vergonha lol na altura não achei muita piada, mas o melhor é mesmo ignorar-mos que eles acabam por esquecer :)